Alaafin’s Palace / O Palácio do Alaafin English / Português

27025940836_e83f8ece64_n

The Alaafin’s wives are called “Ayaba” (Queen) while the wife of an Oyo Prince is called Ay’omo. When we talk about Alaafin, we must also talk about the Oyomesis because they are the kings makers.

The Oyomesis are eight in number and of the following order:

1. The Osorun or Iba Osorun (Basorun)
2. Agbaakin
3. Samu
4. Alapinni
5. Lagunna
6. Akinniku
7. Onamodeke
8. Asipa
The peculiarity of the present Aafin Oyo is in its shape. The palace is not rectangular in shape; it is in fact nearer to a triangular shape. The Palace overlooks the royal residence of the “Aremo” (The crown Prince).
However, the Aremo’s residence has been pulled down because the post of the crown Prince is not in existence anymore.
Oyo town main Market in Akesan market which is not far from the Palace. It is however important to note that in the past, Oyo had the singular privilege of having a separate official residence in the pattern of the Palace for the Crown Prince (Aremo). This residence of the Aremo has all the compounds in the Palace are a multiple compound consisting of many connected units, each with a courtyard of its own.
Some of the section of the compound may have verandas along both the inner and the outer sides. This enables the residents to walk around the palace without coming under the direct heat or the sun.
The Alaafin of Oyo’s Palace has a very good underground drainage system. It is built in a way that you will not see any gutter. This has also been slightly altered as old building are giving way to more modern building. Some areas remain plain land now with no building anymore giving room for fresh air and ventilation.
The greater part of the Palace is built with the main gate leading to the largest courtyard known as ‘Aganju” which is used primarily for the assemblies of the entire town people and also used for the principal festivals. On such occasions, The Alaafin sits inside the “Oju Aganju” (Aganju forecourt) which projects sufficiently into the Aganju courtyard to bring The Alaafin near enough to the assemblage.

 
PORTUGUÊS

PALÁCIO DE ALAAFIN
As esposas do Alaafin são chamadas de “Ayaba”, enquanto a esposa de um príncipe de Oyo é chamada de Ay’omo. Quando falamos do Alaafin, devemos também falar sobre a Oyomesi porque eles são os reis fabricantes.
Os Oyomesi são oito em número e da seguinte ordem:
1. Osorun ou Iba Osorun (Basorun)
2. Agbaakin
3. Samu
4. Alapinni
5. Lagunna
6. Akinniku
7. Onamodeke
8. Asipa
A peculiaridade do presente Aafin Oyo (Palácio) está em sua forma. O Palácio não tem forma retangular; é de fato mais próximo de uma forma triangular. O Palácio tem vista para a residência real do “Aremo” (O Príncipe herdeiro).
No entanto, a residência do Aremo foi retirada porque o posto do príncipe herdeiro não existe mais.
O mercado principal da cidade de Oyo é o mercado Akesan, que não está longe do Palácio.
No entanto é importante notar que, no passado, Oyo teve o privilégio singular de ter uma residência oficial separada do Palácio para o Príncipe Herdeiro (Aremo). Esta residência do Aremo possui todos os compostos do Palácio é um composto múltiplo composto por muitas unidades conectadas, cada uma com um pátio próprio.
Parte da seção do composto pode ter varandas tanto dos lados internos quanto externos. Isso permite que os residentes caminhem ao redor do palácio sem ficar sob o calor direto ou o sol.
O Palácio de Oyo tem um sistema de drenagem subterrânea muito boa. É construída de uma forma que você não verá nenhuma sarjeta. Isso também foi ligeiramente alterado, pois o prédio antigo está dando lugar a edifícios mais modernos. Algumas áreas permanecem simples agora sem edifício mais dando espaço para ar fresco e ventilação.
A maior parte do Palácio é construído com o portão principal que leva ao maior pátio conhecido como ‘Aganju’ que é usado principalmente para as assembléias de toda a população da cidade e também usado para os principais festivais. Em tais festivais, o Alaafin fica dentro do “Oju Aganju” (forecourt DeGanju) que projeta suficientemente no pátio de Aganju para trazer o Alaafin perto o suficiente para a montagem.

By/Por
Margaret Jonathan
Tradução do inglês:
Dra. Paula Gomes
Embaixadora Cultural Aláàfín Òyó